quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Rock contra o racismo – Rock Against Racism


Rock Against Racism (RAR) foi criado em 1976 por Red Saunders (fotógrafo britânico), Huddle Roger e outros. Foi uma resposta a declarações racistas supostamente feitas por David Bowie e Eric Clapton em Londres.
Durante um show, Eric Clapton fez um “discurso” em apoio ao conservador Enoch Powell, dizendo para que os britânicos votassem em Powell, com a finalidade de evitar que a Grã-Bretanha se tornasse uma colônia negra. Em seguida ele gritou varias vezes o slogan do National Front, “Keep Britain White!”.
Nada mal para quem teve seu primeiro sucesso fazendo um cover de uma musica de Bob Marley.
Já David Bowie disse em entrevistas a NME (New Musical Express – Revista de música londrina) e á uma revista sueca, que a Grã-Bretanha estaria preparada para um líder fascista, e que o fascismo é o nacionalismo; também disse gostaria que uma frente de direita viesse para varrer as sujeiras dos pés britânicos, em outras palavras, ele se referiu a negros, e imigrantes.
Em 1978 a RAR organizou dois grandes festivais com auxilio da Liga Anti-Nazi (criada por trabalhadores em 1977); 80 mil pessoas andaram nove quilômetros para o show ao ar livre que contou com as bandas: Steel Pulse, The Clash, X-Ray Spex, The Ruts, Buzzcocks, Generation X e Sham 69.
No Carnaval do Norte, em Manchester, 25 mil pessoas participaram para ver as bandas Buzzcocks, Graham Parker, e Misty in Roots. Em 1979 houve um show em Londres com The Vapors, Crisis e Beggar.

6 comentários:

Alexander disse...

O Bowie faz declarações racistas sendo que é um cara andrógena...coisa que nazi algum do National Front deve achar legal. Ridículo!

Daniel disse...

Foda em, David Bowie e Eric Clapton, ícones de toda uma geração (se não for mais de uma), falando esse tipo de coisa...

Michelle Machanoschi disse...

Querendo ou não .. são formadores de opiniões. Sempre vai ter alguém na platéia pra aplaudir a baboseira que falam.

Bootz and Glitz disse...

Bowie e Eric Clapton não são e nunca foram racistas. A prova disso é que o trabalho musical dos dois é fortemente influenciado por musica negra. Eric Clapton tocou em duas das bandas mais importantes dos anos 60, o Yardbirds e o Cream que tinham um som baseado em r&b e blues, sem contar que o primeiro álbum do Yardbirds contou com a participação de Sonny Boy Willianson uma lenda do blues e negro. Suas declarações tiveram caráter político e não preconceituosas, temendo que a Inglaterra se tornasse super povoada e levando ao desemprego. Já David Bowie foi um mod nos anos 60 e além disso foi um dos artistas mais influentes dos anos 70. David Bowie sempre foi um marketeiro e dava declarações polêmicas apenas para chamar a atenção, assim como quando alegou ser bisexual, oque nunca passou de uma mentira. Em 1975 Bowie lançou um álbum completamente influenciado pela soul music e hoje em dia é casado com uma modelo negra. Só pra citar algumas coisas.

Alexander disse...

Mas nada disso muda o fato de que o Clapton depois de seu discurso ficou gritando "Keep Britain White!"; e que o Bowie disse que uma frente de direita deveria vir para varrer as sujeiras dos pés britânico se referindo as minorias que estavam chegando de outros países até a Inglaterra.
Concordo que são dois artistas fodas e tudo mais, mas isso não muda o que eles disseram no passado.
E como o texto se referia a RAR tinhamos que contar no contexto historico o porque resolveram criar o evento na época, e na época esses foram os motivos!

Unknown disse...

Não quero aqui defender Bowie, mas alguns pontos devem ser levantados. Bowie nos anos 70 incorpora seus personagens em quase todas suas aparições públicas. Acredito que não era propriamente Bowie ali, mas Thin White Duke, o líder fascista e deplóravel de Station to Station. Nessa época Bowie estava fora de controle, se atolando de cocaína e com certeza o personagem e a pessoa devem ter se misturados nessa dança macabra que ele ameaçou se afundar. Seu comentário foi prejudical sim, nem todo mundo tem a capacidade de separar personagem da pessoa ou entender àquilo apenas como mera provocação, mas não acredito que seja racista ou que realmente pensasse aquilo. Além de ter se casado com uma modelo negra, Bowie em Young Americans (álbum com referências a força da comunidade negra) tinha a maioria de negros em sua banda de apoio (sem falar em Gail Ann Dorsey anos depois).