segunda-feira, 18 de maio de 2009

O Movimento Rastafari e Influência na Música Jamaicana




Um post um pouco diferente.

O movimento Rastafari surgiu entre a classe trabalhadora e os camponeses jamaicanos, na década de 30. Apesar de parecer estranho, a adoração a Haile Selassie, imperador da Etiópia à época (que antes chamava-se Ras Tafari Makonnen, daí o nome), justificava-se, e para alguns ainda se justifica, devido a uma profecia. Ele seria a representação terrena de Deus ou Jah, sendo este segundo termo uma corruptela de Javé ou Jeová, Deus dos Judeus, Cristãos e Muçulmanos. A ideia de que Selassie seria um lider messiânico ganhava força tanto por causa da extema pobreza e exploração a que o povo da ilha era condicionado, quanto pelos títulos a ele concedidos pela Igreja Ortodoxa Etíope, de "Rei dos Reis", "Leão Conquistador da Tribo de Judah", entre outros. O movimento tem como bases certos dogmas que muitas vezes se assemelham a dogmas da religião judaica, como ser contra alterações na figura do ser humano, como tatuagens, ou no caso, alteração do cabelo; adoração de um Deus único; proibição do consumo de certas carnes, alcool, tabaco, e drogas em geral, sendo liberado apenas o uso da Maconha (ou Ganja), apenas para fins espirituais e medicinais, sem abranger o uso recreativo propriamente dito.

Alguns dos fatores que mais colaboraram com a difusão da filosofia Rasta pelo mundo foram a migração da população jamaicana e a consequente difusão do Reggae, principalmente após o lançamento Natty Dread, de Bob Marley, uma das figuras centrais do Movimento Rasta. O músico, antes de se converter ao rasfarianismo, ainda um Rude Boy, foi membro fundador da banda The Wailers, banda que tocava Ska e Rocksteady, principalmente e que antes de ser descoberta por Coxsone Dodd, grande nome da música Jamaicana, mudou de nome diversas vezes, chegando a chamar-se The Wailing Rudeboys. Apesar de o senso comum apontar o Reggae como principal ritmo apreciado pelos seguidores da fé Rasta, não é bem essa a verdade. O ritmo mais apreciado e utilizado para fins espirituais chama-se Nyabinghi, com o reggae muitas vezes sendo deixado de lado pelos indivíduos mais "ortodoxos".


Bob Marley no começo de sua carreira, quando ainda tocava Ska

O Nyabinghi não é considerado apenas um estilo musical, mas também uma filosofia, sendo o nome derivado de um movimento do Leste da África contra a colonização e o imperialismo europeus. A música Nyabinghi consiste em cantos acompanhados de três tipos de tambores. A influência do ritmo na música jamaicana é marcante, tendo grande importância para o Ska, o Rocksteady e o Reggae. O primeiro músico a gravar um álbum de música Nyabinghy foi Count Ossie, talvez o maior nome deste gênero. Este gênero é mais uma demonstração de afrocentrismo do movimento Ras Ta. Outra demonstração do afrocentrismo característico da fé Rasta é o uso das cores da bandeira da Etiópia (o verde, amarelo e vermelho).


Count Ossie e sua banda numa apresentação de Nyabinghi.

O movimento rastafari perdeu parte de sua força a partir de 1966, quando o próprio Selassie negou ser Deus. Porém, até hoje, uma boa parcela da população Jamaicana ainda segue os preceitos Rasta. O mesmo dificilmente se aplica a países como o Brasil, onde a popularização de bandas que tocam um reggae mais comercial levou à vulgarização dos Dreadlocks, das palavras "Rasta", "Jah", das cores da bandeira da Etiópia, entre outros. Porém, ainda há certos artistas que seguem a fé Rasta realmente, como Damian Marley, filho de Bob Marley, e Bad Brains, banda de hardcore americana.


Bad Brains, uma das bandas mais influentes do Hardcore americano.


Damian Marley, filho de Bob Marley e músico que mistura Hip Hop e Ragga a ritmos tradicionais Rasta

3 comentários:

Alexander disse...

Muito bom o post, Rastafari é vulgarizado pra caralho hoje em dia.

♣ Rafilsky ♣ disse...

rastafari? estilo natiruts né? sei bem! AIEHDIHAEIDUHEIUHA brincadeiras a parte, muito bom o post mesmo, rastafari vulgarizado no brasil é poco, chega a ser patetico

w0nik disse...

esse leaozinho me faz lembrar da moto do cara la do filme ROCKERS